Histórias que Inspiram

gerbera-1250287_1280

Olá,

Ontem eu percebi que, nos últimos tempos, andei lendo muito material biográfico, sobre as mais diversas pessoas.
Não sei se esse interesse tem uma única explicação, mas, de qualquer forma, me gerou um lampejo que eu gostaria de compartilhar com você…

(E, sendo o mais sincero possível, eu alimento este site quase como um diário, rs. Eu vou pensando em certas coisas e compartilhando, para refletirmos juntos)

Voltando ao lampejo…

Ao terminar de ler uma matéria de jornal sobre uma personalidade, que inspirou um filme, eu me peguei pensando no seguinte:

Com certeza, taí uma história inspiradora (não à toa virou filme).

… Mas, no que uma história inspiradora – qualquer uma – pode ajudar a minha Criatividade, a minha Arte?

É uma boa pergunta – e muito apropriada para este nosso diário de bordo, você há de convir comigo…

E, sinceramente, eu não sei a resposta (até porque, não existem verdades absolutas, como eu sempre gosto de ressaltar). E isso é uma delícia, porque me faz pensar sobre algo novo, algo em que eu ainda não havia pensado – e isso, por si só, já contribui para o desenvolvimento da minha Criatividade, acredito eu)!

… E, depois de pensar um bom tanto, eu descobri duas respostas, que me pareceram bem interessantes (e complementares):

Histórias como Porto Seguro

Resposta número 1: as histórias que nos inspiram servem como um Porto Seguro.

O que raios eu quero dizer com Porto Seguro? Quero dizer que as histórias inspiradoras alimentam as nossas Emoções positivas, a nossa Inteligência Emocional.

Elas treinam, por exemplo, a nossa Empatia – ao nos colocar em contato com as emoções vividas por outros, estabelecendo um elo emocional entre nós (entre o “dono” da história e os receptores).
Eu posso nem conhecer a pessoa retratada naquela história, mas eu me identifico com ela, eu vivo a vida dela por alguns instantes…

E isso me ajuda a viver a minha vida de uma forma melhor, mais plena. Eu me torno mais confiante. E confiança é fundamental para a Criatividade: sem confiança ninguém arrisca, ninguém ousa ir além! Ninguém bate no peito e diz: “vou fazer diferente, vou fazer do meu jeito!”

Confiança, no entanto, não é arrogância (arrogância é o excesso, tão prejudicial quanto a insegurança, que é a falta de confiança).

Confiança é saber que você está pisando num chão firme, um chão capaz de aguentar os seus passos numa corrida, antes de levantar voo…

Confiança é ter um lar para o qual voltar, todos os dias, todas as noites, depois de sair para brincar (ou trabalhar, o que preferir)…

Ao olhar para aquela história inspiradora, você para e pensa: “Eu vi o que aquela pessoa (ou aquele personagem) foi capaz de fazer e (automaticamente) eu sei que eu também sou capaz de fazer algo tão grandioso assim.”

… Basta, para isso, que eu me dedique, que eu me esforce MAIS do que ela se esforçou para chegar lá.

… Sim, eu destaquei o MAIS porque ele é fundamental (segundo a minha linha de raciocínio).

É esse MAIS que me leva à segunda resposta:

 

O que já não adianta mais fazer

Resposta número 2: as histórias inspiradoras nos mostram o que já não adianta mais fazer.

… Como é que é?!?

É isso aí que você leu…
É lindo, maravilhoso sentir os efeitos de uma história inspiradora. Imagino que todo mundo goste (ainda que as inspirações possam ser as mais variadas).

… Só que, se você quiser usar essa tal história a favor da sua Criatividade, não basta você querer fazer a mesma coisa que aquela pessoa já fez. Justamente porque ela já fez aquilo! Ela já colocou aquilo em prática, já enfrentou todos os desafios e já colheu os melhores frutos decorrentes daquela ideia (ou você não estaria lendo, assistindo a um filme sobre a vida dela).

Se você quiser chegar aonde ela chegou (ou em um lugar equivalente, para ser mais exato), você vai precisar fazer MAIS do que aquela pessoa fez!

Afinal, essa é a diferença entre uma pessoa Criativa e um mero Seguidor:
– O Seguidor se inspira e tenta copiar, passo atrás de passo (como se existisse um manual de instruções), o mesmo caminho dos que já vieram antes.
E a pessoa Criativa se inspira e desbrava um novo caminho, só seu!

Ou seja: o Seguidor pode ser alguém muito inspirado, sim!
… Só que ele passará a vida olhando pra dureza do chão, à procura de pegadas, dos outros.

Enquanto a pessoa Criativa usará a sua inspiração para levantar a cabeça e ir além!
… Porque ela entende que os limites estabelecidos pelos outros servem de desafio para desenvolver o seu Modo de Vida Criativo

(Poético isso, não?)

 

=P

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *